Category Archives: Natal

Novas Leituras

Extra, extra, o Monstrinho voltou!!!

e trouxe duas grandes novidades: a primeira foi o nascimento de um Monstrinho-Maninho. Este milagre da vida veio alterar algumas rotinas; trouxe mais tarefas para realizar; mais horários para cumprir e muito sono para recuperar. Mas engana-se quem pensa que o Monstrinho parou de ler-ouvir. O nosso pequeno leitor não só não o deixou de fazer como também entrou para a escola, a segunda e gigante novidade! Letra a letra, sílaba a sílaba o Monstrinho descobriu um mundo novo! Lê as suas histórias favoritas, lê as legendas dos filmes, lê publicidade de rua, as ementas dos restaurante, as indicações nas estradas e muito mais. Anda tão entusiasmado que, sem dar conta, incutiu o bichinho da leitura no Monstrinho-Maninho; este pequenote também quer ler-ouvir e contar histórias. Agora a leitura dá-se em qualquer momento e lugar mas a hora sagrada é quando a lua chega! Não se mergulha no mundo dos sonhos sem a presença dois livros, sim dois, um para o Monstrinho e outro para o Monstrinho Maninho!

Aqui fica alguma da literatura infantil que os Monstrinhos de casa devoram!

novas leituras

 

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Natal

As Preocupações do Billy

Ontem o Monstrinho trouxe consigo da escolinha um saquinho especial . Feito de papel manteiga, o saquinho tinha de um lado um carinha tristinha e do outro um texto.

É a história do Billy, Mamã.

É um menino que está sempre preocupado.

Monstrinho_preocupações

Billy  e a sua história espelham uma das fases pelas quais os Monstrinhos passam: a fase dos medos;  medo do escuro, medo de estar sozinho, medo de cães, medo de  estranhos, medo de barulhos…  medos difíceis de explicar e de entender. Alguns rodeiam os Monstrinhos de dia e outros chegam só à noite, mesmo antes de dormir. E assim o é com As Preocupações de  Billy.

as preocupacoes do billy

Esta história fantástica conta como o menino preocupado encontra uma solução para os seus medos: os bonecos das preocupações. O texto é simples e está envolto em mistério. As ilustrações têm um papel essencial já que sem elas a história não seria totalmente percetível; elas transmitem os diferentes estados emotivos de Billy e ainda o momento em que as suas preocupações o assombram; os tons cinzentos adensam a intriga, mas por outro lado as cores garridas dos bonecos apaziguam-na e transmitem segurança!

Aqui fica a história, que merece mesmo ser lida e ouvida, e o do boneco da preocupação que o Monstrinho trouxe no saquinho especial.

boneco da preocupação oferecido pela educadora Elsa

boneco da preocupação oferecido pela educadora Elsa

O Billy costumava andar um pouco preocupado. Preocupava-se com muitas coisas…
Ele preocupava-se com chapéus, e preocupava-se com sapatos.
O Billy preocupava-se com nuvens, e chuva, e pássaros gigantes.
O seu pai tentava ajudar. “Não te preocupes, rapaz,” disse ele. “Nenhuma dessas coisas pode acontecer. É só a tua imaginação.”
A sua mãe tentava também. “Não te preocupes, querido,” dizia ela. “nós não deixaremos que nada te magoe.”
Mas Billy continuava preocupado. A sua maior preocupação era ficar em casa de outras pessoas. Uma noite ele teve que ficar com a avó. Mas o Billy não conseguiu dormir. Ele estava muito preocupado. O Billy sentiu-se um pouco idiota, mas por fim levantou-se e foi contar à avó.
“Que grande imaginação, querido,” disse ela. “Quando eu tinha a tua idade eu também me preocupava assim. Eu tenho a coisa certa para ti.”
Ela foi ao quarto e voltou segurando qualquer coisa. “Estes são os bonecos das preocupações,” explicou ela. “Diz a cada um deles uma das tuas preocupações e põe-os debaixo da almofada. Eles preocupam-se por ti enquanto dormes.”
O Billy contou todas as suas preocupações aos bonecos das preocupações. E dormiu como um anjo.
Na manhã seguinte o Billy foi para casa. Nessa noite ele contou novamente todas as suas preocupações aos bonecos. Ele dormiu como uma pedra.
Na noite seguinte o Billy dormiu bem e na noite depois dessa.
Mas na noite a seguir o Billy começou a preocupar-se.
Ele não conseguia parar de pensar nos bonecos. Todas aquelas preocupações que ele lhes tinha dado… Não lhe parecia justo.
No dia seguinte o Billy teve uma ideia. Ele passou o dia a trabalhar na mesa da cozinha. Era um trabalho difícil e a princípio ele fez muitas asneiras e teve que recomeçar muitas vezes.
Mas por fim o Billy produziu algo especial… alguns bonecos das preocupações para os bonecos das preocupações!
Nessa noite TODOS dormiram bem, o Billy e todos os bonecos das preocupações.
E depois disso, o Billy nunca mais se preocupou muito.
Nem os seus amigos… O Billy tinha feito bonecos das preocupações para TODOS eles.»

Deixe um comentário

Filed under Natal

O Macaco Que Ficou Sem Rabo

Este fim de semana voltámos a uma história muito querida do Monstrinho:

Texto: Luísa Ducla Soares
Ilustrações: Raquel Pinheiro

 

É a história de um macaco que queria ser como os meninos e ir à escola, mas como tinha um rabo foi motivo de risota e por isso resolveu cortá-lo. Depois seguem-se as peripécias do macaco que queria o rabo de volta…

Esta obra é mais uma versão da história tradicional do macaco de rabo cortado que eu, Mamã do Monstrinho,  lia na contra-capa dos cadernos da escola  primária, assim se chamava o 1º Ciclo do Ensino Básico na altura. Uma história engraçada que ficou registada na minha memória e que não quis deixar de dar  a conhecer ao Monstrinho.

Esta versão da Luísa Ducla Soares é em verso e por isso fica no ouvido e dá gosto ler/ouvir vezes sem conta; que o diga o Mosntrinho que quando termina uma leitura pede para a história ser lida novamente. As ilustrações grandes e coloridas contam igualmente a história e tornam-na apelativa e acessível aos olhos dos mais pequenos leitores.

O Monstrinho, tantas vezes apelidado de Macaquinho, já sabe algumas partes da história, nomeadamente o final, que aqui transcrevo para vos aguçar o apetite:

Eu do rabo fiz navalha,

Da navalha fiz sardinha,

Da sardinha fiz farinha,

Da farinha fiz menina,

Da menina fiz camisa,

Da camisa fiz viola,

Frum, fum, fum,

Que vou para Angola.

Mas as macaquices não se acabam por aqui, o livro traz ainda lengalengas com macacos da tradição popular, como por exemplo esta, a preferida do Mosntrinho:

O macaco foi à feira,

Não sabia o que comprar,

Comprou lá uma cadeira

Para a tia se sentar.

A cadeira escorregou,

A tia se esborrachou.

Deixe um comentário

Filed under Natal

Dia dos Reis Magos

O Monstrinho chegou a casa muito contente. Tinha na mochila dois trabalhos que fizera na escolinha e queria muito mostrá-los. Abriu a mochila e primeiro tirou uma coroa, que orgulhosamente colocou na cabeça.

É uma coroa de Rei Mamã! Hoje também sou Rei!

De seguida tirou um pequeno baú e com um sorriso de orelha a orelha abriu-o e mostrou o seu conteúdo: guloseimas.

Este é o meu presente para a família!

Depois pediu para ler o poema que o baú trazia

Vieram os três Reis Magos

Das suas terras distantes

Guiados por uma estrela,

Cujos raios cintilantes

Os levaram ao Deus Menino

Que, a sorrir de bondade,

Recebeu os seus presentes

E os acolheu com amizade.

e ainda a história sobre os três Reis do Oriente , na qual relembrou o nome dos Magos e os presentes por eles ofertados. E no final, com um sorriso malandreco acrescentou:

Acho que Jesus ia gostar mais do meu presente

Dia dos Reis

Deixe um comentário

Filed under Natal

João e a floresta de betão


O Monstrinho foi à biblioteca e com ele trouxe esta história.

autor : Pedro Reisinho. ilustrador: José Manuel Gonçalves

Autor : Pedro Reisinho.
Ilustrador: José Manuel Gonçalves

Esta história, tal como o próprio nome sugere, fala da ausência de espaços verdes nas cidades.

” Na cidade de João

tudo era tão cinzento

que até o próprio céu

parecia de cimento.”

 É uma história toda em verso que desperta a consciência para as questões ambientais, numa perspectiva de educação para a cidadania. Monstrinhos e mamãs podem juntos refletir sobre este problema que afecta principalmente as grandes cidades. Pensando e reflectindo estarão no bom caminho para mudar atitudes e comportamentos  contribuindo,assim, para uma sociedade feliz.

Aqui está a perspectiva do Monstrinho sobre esta história gira:

A história é gira porque a mãe do João levou o João ao campo e ele brincou muito. O João gostou tanto do campo que queria ficar lá, mas ele tinha que ir para casa. Então apareceu um senhor que deu ao João sementes mágicas. Quando chegou a noite o João deitou as sementes mágicas e no dia seguinte toda a cidade ficou com muitas flores. Todas as pessoas ficaram contentes.

e a respectiva ilustração:

floresta de betão

A floresta de betão segundo o Monstrinho

Deixe um comentário

19 de Dezembro de 2013 · 5:00 pm

Tudo sobre o Natal

Monstrinho que é monstrinho gosta do Natal e este não é exceção. E nada mais natural do que as leituras do Monstrinho incidirem sobre esta época mágica. Mas que livro, que história iria o Monstrinho ouvir? Foi até a sua pequena biblioteca e encontrou

Feliz Natal Bolinha

 uma história sobre a magia dos presentes  a qual partilharemos posteriormente

e

A História do Pai Natal

 Um conto sobre o dia a dia do Pai Natal antes e durante a chegada das Festas. Duendes, brincadeiras e  a azáfama na construção dos presentes assim que as cartas das crianças chegam. E assim foi, nessa noite lemos esta encantadora história.

No dia seguinte e durante o ritual de boas vindas a esta época festiva, entre o pendurar de bolas coloridas, o Monstrinho revelou porque gosta tanto do Natal:

– Qual a tua época do ano preferida?,  perguntou a Mamã.

– O Natal!, respondeu entusiasticamente o Monstrinho.

– Porquê?, insitiu a Mamã

– Porque há um pinheirinho com prendas! 

o Monstrinho está a crescer e precisa de aprender que o Natal é muito mais que um pinheirinho verde e seus presentes. Por isso resolvemos ir à procura de um livro que nos contasse algo mais sobre o Natal. No meio de uma grande variedade de livros sobre o tema, o Monstrinho encontrou este:

Autora:Isabel Lamas
Ilustradora: Catarina Cardoso

Abrimos o livro e logo as ilustrações de cores garridas e de traço catita captaram a nossa atenção. Depois lemos o índice e o interesse aumentou: pequenos textos sobre símbolos, crenças, tradições e curiosidades (portuguesas e de outros países) e, ainda, algumas histórias; tudo, tudo sobre o Natal!  Havia muito para ler e ouvir e, claro, aprender!

Nesse mesmo dia, à noitinha o Monstrinho quis ouvir a  A mais bela história:

” (…) Viram um estábulo e foi aí que Maria deu à luz o seu filho. Chamou-lhe Jesus, tal como o Anjo Gabriel lhe dissera. Envolve-o em panos e deitou-o num manjedoura. (…)”

Este pequeno texto, que conta o nascimento de Jesus, foi a inspiração para o tema dos postais de Natal que o Monstrinho este ano enviou para todos os que traz no coração.

Deixe um comentário

Filed under Natal